3 de mai de 2017

{PROJETO HOGWARTS} #3 - Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J. K. Rowling

Olá, meus amores. Tudo bem com vocês? Desculpe pelo atraso, essa postagem era pra ter saído mês passado, mas tivemos uns probleminhas técnicos (hahaha). Bom, para quem não sabe, estamos realizando o Projeto Hogwarts, que consiste na leitura da saga Harry Potter. Fizemos postagens dos dois primeiros livros: I e IIObs.: Este post contem alguns pequenos spoilers.


   Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é um livro já bem mais amadurecido se comparado com os dois primeiros. Mostrando tanto a evolução da trama quanto da própria autora. Ele está repleto de mensagens subliminares que iremos comentar a seguir:

Bicho-papão e o enfrentamento do medo

    O Bicho-papão é uma criatura mágica que tem habilidade de se transformar na coisa a qual o seu oponente mais teme. O professor Lupin (incrível) faz com seus alunos enfrentem o bicho-papão e por conseguinte, o seu maior medo. Ao lançarem o feitiço Riddikulus na criatura ao mesmo tempo em que pensavam em algo engraçado, faziam com que o bicho-papão transforma-se em uma visão cômica. Mostrando que devemos enfrentar nossos medos com um sorriso no rosto e com o pensamento de que iremos conseguir derrotá-lo. 


Viagem no Tempo e o Excesso de Atividades

    A escolha de J. K. em colocar a viagem no tempo em Prisioneiro de Azkaban, não poderia ter sido melhor, pois incrementou bastante o livro. Além da mensagem clássica das viagens no tempo: não brinque com o tempo, porque isso pode causar severos problemas. Há também a relacionada à Hermione, sobre sua vontade de fazer tudo ao mesmo tempo, o que não deu muito certo, pois a garota ficava totalmente degastada como também estressada pelo excesso de tarefas que deveria cumprir num mesmo dia. Não se pode fazer tudo, devemos ter prioridades e Hermione aprendeu isso.


Dementadores e a Depressão

    Bom, penso que existe uma certa analogia entre os terríveis não-seres criaturas das trevas dementadores e as desventuras da vida que causam a doença depressão. Os dementadores se alimentam da felicidade humana podendo deixar sua vítima desesperada ou depressiva, sendo capazes de chegar ao ponto de sugar sua alma até que a pessoa se encontre em um estado vegetativo. As próprias pessoas, as decepções, o desânimo, as perdas, o bulliyng e o vazio existencial são os dementadores da vida real, que roubam a felicidade e a vontade de viver dos outros. O sugar da alma seria o próprio suicídio, a reta final da depressão. Para derrotar os dementadores, os bruxos precisam ter pensamentos felizes (mais especificamente pensar em seu momento mais feliz) e acreditar que conseguem derrotá-los ao conjurarem o Patronum. Só os maiores bruxos são capazes de realizar o feitiço do patrono, o que mostra que não é nada fácil, como na vida real. Sair da depressão é um processo longo e difícil, mas não impossível. Para que isso ocorra é necessário o apoio de familiares e amigos, acompanhamento médico, e inúmeras outras coisas.  


    E aí? Gostou do post? Concorda?
    Deixe seu comentário.
    Beijos, Jess.

26 de abr de 2017

{Top 5} Músicas para momentos de calmaria

Olá, meus queridos e queridas. Tudo bem com vocês? Trago hoje um top 5 músicas para ouvir em momentos de calmaria. Selecionei tanto músicas de artistas mais conhecidos quanto de artistas não tão populares. Espero que gostem da playlist.

Roberta Campos e Nando Reis - De Janeiro a Janeiro


Com as belíssimas vozes de Nando e Roberta, a música De Janeiro a Janeiro, possuidora de uma melodia gostosa e um ritmo encantador, cativa seus ouvintes com facilidade.

Anavitória - Agora Eu Quero Ir


Não podia faltar essas duas musas, não é? Ana e Vitória, donas de vozes distintas uma da outra, mas que se encaixam perfeitamente juntas. Além disso, a letra da música é simplesmente maravilhosa e inspiradora.

Gabriel Elias - Meu Céu


Se você não conhece esse cantor estonteante, já está na hora de conhecer. Gabriel tem uma voz gostosa e calma que encanta qualquer um. A música é uma graça, tem ritmo aconchegante e uma letra superfofa <3.

Ana Vilela - Trem-bala 




Eu sei que provavelmente você já ouviu essa música várias vezes até cansar, se é que dá pra cansar dela. Ana Vilela tem uma voz linda e a música tem uma letra tão maravilhosa que não pude deixar de colocá-la. 

Tiê - A Noite 



Ah! Tiê, sua diva. A música tem um acompanhamento muito bem colocado e uma letra adorável. E com uma voz dessa não tinha como dar errado, não é?

E ai? Quantas você já ouviu?
Deixe seu comentário.
Beijos, Jess.


24 de abr de 2017

{Cinema} Extra - 3 séries para ver na Netflix

Olá amores, como estão?
Hoje a postagem é sobre algo que eu amo (aposto que você também né?!) 
Séries. Todo mundo agora só fala em Os 13 Porquês, que por sinal ainda não assisti.
Vou começar minha maratona no próximo mês. Mas hoje estou aqui para falar de outras séries.

kURT sEYIT E sURA


Sinopse: Kurt Seyit é um tenente mulherengo bonito, filho mais velho de um rico proprietário de terras da Criméia Turca. Seyit participa de um baile em São Petersburgo e faz uma aposta com seus amigos: Beijará a primeira menina que entrar na sala. Sura é a filha caçula de uma família nobre russa e vêm antes da alta sociedade no baile . Quando Sura entra no salão de baile, eles se apaixonam à primeira vista e logo começam um caso cheio de obstáculos. O pai de Seyit , Mirza Eminof, quer que o seu filho case com uma mulher turca muçulmana para garantir a prole. Por outro lado , a família de Sura quer que ela se case com homem rico e nobre da Rússia.O amor de ambos é testado pela guerra, mas também comprometido devido às intrigas de Petro Borinsky e Baronesa Lola. - Fonte: Filmow
 A série é baseada no livro de Nermin Bezmen (neta de Seyit) que conta essa história de um amor real. Tem todas as premissas de um ótimo romance de época daqueles de tirar o fôlego: Trama que te prende, casal cativante e romântico, mocinho que é um pitéu e um vilão que queremos bater e dar amor ao mesmo tempo.. Estou apaixonada com a qualidade da produção, fotografia, figurino e cenários. Sem falar o contexto histórico - guerras, tensões políticas, período (se inicia nos anos 20) que eu amo.

                                                   GRIMM



Sinopse: Quando o detetive da divisão de homicídios Nick Burkhardt recebe a visita de sua tia doente, recebe a explicação para todas as coisas estranhas que tem visto. Ela conta que são os "Grimms", caçadores encarregados de proteger a humanidade de criaturas supernaturais. Nick examina mais profundamente o passado da tia e descobre que ele também deve assumir a responsabilidade de seus ancestrais e lidar com a mitologia dos Irmãos Grimm. À medida que Burkhardt tenta esconder os perigos de sua nova missão de sua noiva e de seu parceiro, se envolve mais com as antigas rivalidades do mundo dos Grimm. (Foto: Wikipédia)

Como sinopse já diz Grimm gira em torno de Nick Burkhardt (David Guintoli) um detetive de homicídios da cidade de Portland, que tem a vida virada do avesso quando começa a ver coisas inexplicáveis e que ninguém mais via. Ele passou aver monstros nos rostos das pessoas.
Sua tia Marie retorna, para revelar à Nick que ambos são descendentes de uma linhagem de caçadores, chamados Grimm. Porém Nick é um dos últimos descendentes Grimm, tendo o dom da visão que lhe permite olhar uma pessoa e reconhecer se é um Wesen ou não, pois quando se a pessoa não estiver digamos se controlando, se estiver com o emocional desestabilizado ou triste ou com muita raiva, ele acaba se transformando permitindo assim que o Grimm consiga enxergá-lo como ele realmente é. 
A série já foi finalizada, conta com o total de 6 temporadas.
Eu estou na 4ª temporada. Quero fazer posts falando sobre cada uma das temporadas e das minhas impressões, pra quem não assistir ter uma noção melhor do que esperar da série.


Adalind Schade -  hexenbiest

                                       Wynonna Earp



Sinopse: Depois de anos de fuga e em detenção juvenil, Wynonna Earp está finalmente voltando para casa. O único problema é que ninguém em casa quer que ela volte. Mas quando ela se torna a única esperança da cidade de erradicar demônios misteriosos, Wynonna deve escolher de que lado da lei ela quer lutar, enquanto limpa o nome de seu lendário bisavô Wyatt Earp de uma vez por todas.
Essa série é baseada em quadrinhos, dessa vez estamos falando de uma mistura de sobrenatural com velho oeste que é altamente viciante. Wynonna é descendente de uma família poderosa e famosa na região de Purgatory. Ela também é amaldiçoada, uma sina que passou por várias gerações. Ela consegue lutar com demônios e, depois de uma temporada fora de casa, volta para casa para se acertar com o passado. Não é como se o pessoal da cidade estivesse muito empolgado em ver a descendente mais velha de Wyatt Earp dando as caras por ali, mas ela acaba se tornando uma aliada valiosa na luta contra os mortos-vivos que assombram a cidade.
Uma das poucas atrações do gênero estrelada por uma heroína, Wynonna Earp fortalece o empoderamento feminino ao concentrar seus holofotes em uma garota casca-grossa, determinada, boca suja e de espírito livre, e por trazer um simpático relacionamento lésbico, assim como colocar mulheres sempre em posição de poder e salvando o dia.


Com 13 episódios em sua 1ª temporada, Wynonna Earp de início dá a impressão de possuir uma trama principal bastante simples, porém, no decorrer da temporada, vai construindo sagas cada vez mais elaboradas e encaminha os seus personagens para jornadas individuais. Mesmo com atuações no geral fracas, efeitos especiais limitados e piadas aparentemente escritas por um adolescente, a série conquista pelo carisma da atriz Melanie Scrofano como Wynonna, por exibir uma história de faroeste sobrenatural e pela personalidade toda original.
Para enfrentar os vilões, Wynonna conta com a ajuda da irmã caçula e sabe-tudo, Waverly (Dominique Provost-Chalkley, de Vingadores: Era de Ultron), do agente federal Dolls (Shamier Anderson, de Raça), da Divisão Tarja Preta, e do misterioso pistoleiro Doc Holliday (Tim Rozon, de Lost Girl). Enquanto isso, do lado das trevas estão Bobo Del Rey (Michael Eklund, de Motel Bates), a bruxa Constance Clootie (Rayisa Kondracki, de Bitten) e diferentes antagonistas de maior ou menor importância, variando entre um episódio e outro.


E ai queridos? Espero que tenham gostado das dicas.
Vocês já assistiram alguma dessas séries? Se sim, gostaram? Se não,tem interesse em alguma?
Beijos carinhosos, Poli 

19 de abr de 2017

{Resenha} O peru de natal - Mário de Andrade

Olá, meus amores. Tudo bem?
Você já leu ou tem interesse em ler algum conto de Mário de Andrade? Bom, trago hoje uma resenha sobre um de seus melhores contos: O peru de natal, que é sem dúvida uma história fantástica, que nos faz refletir sobre como uma simples ação pode mudar completamente o cenário de uma família inteira. Foi publicado em 1947 na coletânea “Contos Novos”, após a morte do autor.

A história se inicia com um discurso de Juca, protagonista-narrador, sobre como era a vida de sua família antes da morte seu pai e de como a personalidade pragmática deste afetava a família de certo modo. Juca dá um breve relato de como a vida deles havia mudado deste o falecimento, afirmando como o luto não sumira com o tempo, acabando por se tornar mais obrigação do que tristeza. Porém, Juca pensava diferente, não queria ter uma vida repleta de amargura.  Por isso teve uma ideia, o que era frequente, já tinha a fama de realizar “loucuras” na família. A loucura era simplesmente comer um peru no natal.


         A ideia central do conto gira em torno de uma luta entre o luto e a superação da família quanto à morte do ente querido. O conto nos mostra uma visão de que o luto muita vezes pode dominar o circulo familiar, pois a figura do falecido pôde ainda influenciar muito nas escolhas de vida da família. Como por exemplo, a miséria auto imposta pelo pai de Juca que continuava a perpetuar no cotidiano da família mesmo após a morte deste.
       A história começa de uma forma intrigante e continua a nos prender até o final. Possui descrições sucintas e formidáveis. O autor aproveita de recursos interessantes para a construção de suas sentenças, mostrando que o modo como se utiliza a linguagem é um fator muito importante para a criação de um texto. O conto é capaz de comover ainda mais os leitores através do modo como é contado.
Utilizando de uma parábola simples, Mário consegue construir uma história impressionante. Acrescentando ao leitor e provocando reflexões a respeito de condutas humanas em situações de dor e superação. Pode-se concluir a partir do conto, que a única forma de superar o falecimento de alguém é a relembrança dos momentos bons ao lado desta pessoa, é falar abertamente sobre ela e enfrentar sua imagem de frente, ao invés de simplesmente afastá-la.
          A compra da coletânea em que o conto se encontra está disponível nos sites: Estante Virtual, Saraiva e Submarino.

         E ai? Já leu o conto? Gostou?
         Interessou-se pela leitura?
         Deixe seu comentário.
         Volte sempre.
         Beijos, Jess.


17 de abr de 2017

{Favorito do Mês} Assassin's Creed III: Libertation

Olá pessoal. Como estão?

Se tem uma das coisas que eu amo nessa vida são videogames. A sensação de sentar no sofá e relaxar jogando um game legal depois de um dia corrido na facul me deixa extasiada e com base nisso venho compartilhar com vocês o meu jogo favorito da atualidade.

Assassin’s Creed III - Libertation




Assassin’s Creed é de longe a minha saga favorita no mundo dos games na atualidade tanto pela sua jogabilidade agradável, quanto por mostrar que  historia mesmo que de forma não totalmente  verídica pode ser interessante.(E eu AMO historia hahaha).

E essa saga consiste basicamente na guerra entre Templários e Assassinos e na busca  por informações através das memorias genéticas que o protagonista Desmond Miles tem que nada mais são que representações de eventos vividos por seus antepassados, que são revividas por ele.



E dessa saga o jogo que eu mais estou gostando atualmente é o Assassin’s Creed III : Libertation HD  que é meio que uma historia paralela dentro do universo de  Assassin’s Creed III.




A historia se passa nos anos de 1765 a 1780 e conta a historia de Aveline de Grandpré uma assassina com ascendência franco/africana (Sim isso mesmo uma Assassina)e suas façanhas como assassina. A historia não faz parte das memorias de Desmond Miles o protagonista da série fazendo assim que um encontro dela com o protagonista do Assassin’s Creed III  Connor Kenway seja possível durante o jogo.





Não posso negar que grande parte de mim gostou desse jogo exclusivamente pelo fato da  protagonista ser mulher(A primeira da serie), me fazendo assim ter muito mais vontade de jogar o jogo. E posso dizer que mais uma vez a Ubisoft fez um jogo que tem me agradado muito em vários  aspectos. (Não que eu seja uma pessoa difícil de agradar, entretanto hahaha). 

Com a minha rotina longa eu ainda não consegui zera-lo, mas quando conseguir venho correndo falar pra vocês se minhas impressões finais continuam as mesmas. HeHeHe.




E ai vocês gostam de videogame? Já ouviram falar da serie Assassin's Creed? Já jogaram algum game da série? Já jogaram esse game?

Conte pra gente seu comentário vai ser muito bem vindo. ;)

Um abraço de Panda e até mais.

Kamy.

12 de abr de 2017

{Resenha} A Seleção - Kiera Cass

Olá, meus amores. Tudo bem com vocês? Estou aqui para falar do livro A Seleção, primeiro livro de uma trilogia de mesmo nome (composta pelos livros A Seleção, A Elite e A Escolha), escrito por Kiera Cass. Para quem ainda não sabe, estamos realizando um projeto denominado Projeto Illéa no qual será realizada a leitura de toda a série de livros infanto-juvenil A Seleção.



        O livro trata-se de uma distopia, onde o antigo EUA tornou-se o novo país chamado Illéa. Neste novo país, o regime governamental instaurado é a monarquia. A sociedade é dividida em castas, cada casta tem profissões específicas a serem exercidas pelos seus integrantes, elas vão da casta Um à casta Oito. Todo futuro rei de Illéa deve-se se casar uma cidadã dentre o povo para manter unida a relação da coroa com seus súditos. America, a protagonista da história e uma Cinco, é selecionada junto de outras 35 garotas (uma de cada província de Illéa) para disputar o coração do jovem príncipe Maxon. Contudo, America não possui a mínima vontade de um dia tornar-se rainha ao lado de um completo estranho. America  apenas deseja casar-se com seu amor proibido Aspen (um Seis) e ter uma vida comum e feliz ao seu lado, ela não quer o príncipe e muito menos a coroa.
         O livro tem uma história interessante e divertida, contudo deixa um pouco a desejar pela falta de detalhes a respeito desse mundo futurístico, o que acho algo necessário para enriquecimento da obra e que aumenta o envolvimento do leitor com a história. Espero que nos próximos esse quesito evolua.


Foto por @poliveloso

        A Seleção passa mensagens sutis sobre a vaidade exagerada, a ambição acima das outras coisas, a falta de zelo com o outro de classe inferior, e trata de questões sócias como hierarquia e pobreza e também políticas como insatisfação de parte do povo para com os governantes e sobre as táticas de administração de uma monarquia. O que é um ponto extremamente positivo para o livro e dá mais veracidade a história.
       America é uma personagem um tanto confusa a meu ver – em nenhum momento soube exatamente o que ela estava sentindo, o que é bom e ruim ao mesmo tempo, deixa aquele gostinho de dúvida. Quanto a Maxon, este me surpreendeu bastante (da mesma forma que também surpreendeu America) por acabar sendo completamente diferente do esperado.
       O livro é destinado a um público adolescente e jovem-adulto, podendo agradar a muitos e desagradar outros tantos. Eu particularmente gostei do livro, ele soube me prender, não posso dizer que adorei a obra, pois seria um exagero de minha parte. Indico a aqueles que gostem de uma distopia mais leve com uma pecada de amor jovem.
      Para quem se interessar a compra do livro está disponível nos sites: Submarino, Amazon e Americanas.

         E ai? Já leu? Conte-nos o que achou.
         Interessou-se pela leitura?
         Deixe seu comentário.
         Volte sempre.
         Beijos, Jess.

5 de abr de 2017

{Resenha} O Segredo do Meu Marido - Liane Moriarty

Olá, meus amores. Tudo bem? Quem não adora um segredo, não é mesmo?
No mês passado, a leitura do Clube do Livro foi do romance O Segredo do Meu Marido, de Liane Moriarty. Ele contém 368 páginas e é simplesmente surpreendente.


 O livro tem três protagonistas – Cecília, Tess e Rachel. A história é contada a partir de seus pontos de vistas. Cecília é uma mulher de meia idade cuja vida pode ser considerada perfeita, ela tem um bom marido, filhas maravilhosas e um ótimo emprego. Tess é um pouco mais jovem, tem um filho de 6 anos e uma empresa com seu marido Will e sua melhor amiga Felicity. Já Rachel é uma mulher de idade mais avançada que passou por uma tragédia familiar há 20 anos e que nunca conseguiu superá-la; seu filho é pai da única coisa que mantem Rachel feliz, seu neto Jacob.
         Quando Cecília encontra uma carta de seu marido dizendo para ser aberta apenas quando este morresse, sua vida começa a sair dos trilhos.
           Apesar de o livro girar em torno do segredo (um tanto óbvio) do marido de Cecília, ele é bem mais do que isso. O segredo por si só não importa tanto, e sim como este afeta a vida das personagens da história. O livro trata de assuntos como família, relacionamentos e tragédias de uma maneira muito bem trabalhada.


Foto por @poliveloso

          O livro também trás um diálogo com o Muro de Berlim, que foi o grande causador de toda a trama.
 Liene utiliza de um recurso muito bom que ao mesmo tempo satisfaz o leitor e o deixa com um pouquinho de raiva, que é a divulgação das coisas que poderiam ter acontecido se os fatos tivessem sido diferentes, o que foi um grande complemento para o livro.
 Detalhes do segredo, através de recuos no tempo, são revelados aos poucos fazendo com que o leitor queira sempre mais. E mesmo quando parasse que tudo acabou no (fantástico) epílogo a autora trás uma revelação inimaginável que faz toda a diferença no modo como leitor enxergava a história, mostrando que o verdadeiro “tchan” do livro não era o segredo e sim a revelação final.
 A compra de O Segredo do Meu Marido está disponível nos sites Submarino, Saraiva e Estante Virtual para quem se interessar pela leitura.

 E aí? Gostou do post? Interessou-se pelo livro? Já leu?
 Deixe seu comentário.

 Beijos, Jess.

3 de abr de 2017

5 Maiores Clichês Encontrados em Fanfics

Olá pessoal. Como vão vocês ?

Hoje venho falar de uma coisa que eu particularmente amo que são as Fanfics.

Mas aí você se pergunta, mas o que são Fanfics mesmo? Fanfic é a abreviação de Fanfiction que em tradução literal para o português significa ficção de fan e vem da junção de Fan que é a pessoa que gosta de tal coisa (Filmes, Animes, Séries, Games e etc....) com fiction que é um texto criado poe esse fan usando os personagens, o universo ou ambas as coisas daquela certa mídia sem que o mesmo fira os direitos autorais da obra.

Como fans sempre queremos que as coisas terminem do nosso jeito o que quase nunca acontece pelo menos comigo HAHAHA. E como uma válvula de escape as  fanfics estão ai pra liberarmos toda a nossa frustração criando historias divertidas, aterrorizantes e até trágicas. E tem sempre aquelas historias que independente da mídia sempre vão estar em todas elas. E são dos 5 Maiores Clichês Encontrados em Fanfics que falaremos hoje.

Colegial



Um clichê quase universal.


Professor(a) e Aluna(o)


Quem nunca sonhou com aquele professor(a) gato(a) dando aulas particulares.😁

Triangulo Amoroso


Normalmente uma mocinha sendo disputada por 2 belíssimos candidatos.

Garota(o) Pobre e Garoto(a) Rico


O típico amor impossível que só acontece na ficção.

Vilão(ã) e Mocinha(o)


O vilão que vira bonzinho pelo seu amor pela mocinha boazinha

E ai tem mais algum clichê a acrescentar? Gostou da postagem ou tem dicas para que ela fique cada vez melhor ? Deixe seu comentário ele será muito bem vindo.

Um beijo e um abraço de Panda e até logo.


Kamy.
© Blog Quase Adultas - 2017. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Cute Design.
Tecnologia do Blogger.
http://i.imgur.com/dPkEDcC.png