3 de mai de 2017

{PROJETO HOGWARTS} #3 - Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - J. K. Rowling

Olá, meus amores. Tudo bem com vocês? Desculpe pelo atraso, essa postagem era pra ter saído mês passado, mas tivemos uns probleminhas técnicos (hahaha). Bom, para quem não sabe, estamos realizando o Projeto Hogwarts, que consiste na leitura da saga Harry Potter. Fizemos postagens dos dois primeiros livros: I e IIObs.: Este post contem alguns pequenos spoilers.


   Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban é um livro já bem mais amadurecido se comparado com os dois primeiros. Mostrando tanto a evolução da trama quanto da própria autora. Ele está repleto de mensagens subliminares que iremos comentar a seguir:

Bicho-papão e o enfrentamento do medo

    O Bicho-papão é uma criatura mágica que tem habilidade de se transformar na coisa a qual o seu oponente mais teme. O professor Lupin (incrível) faz com seus alunos enfrentem o bicho-papão e por conseguinte, o seu maior medo. Ao lançarem o feitiço Riddikulus na criatura ao mesmo tempo em que pensavam em algo engraçado, faziam com que o bicho-papão transforma-se em uma visão cômica. Mostrando que devemos enfrentar nossos medos com um sorriso no rosto e com o pensamento de que iremos conseguir derrotá-lo. 


Viagem no Tempo e o Excesso de Atividades

    A escolha de J. K. em colocar a viagem no tempo em Prisioneiro de Azkaban, não poderia ter sido melhor, pois incrementou bastante o livro. Além da mensagem clássica das viagens no tempo: não brinque com o tempo, porque isso pode causar severos problemas. Há também a relacionada à Hermione, sobre sua vontade de fazer tudo ao mesmo tempo, o que não deu muito certo, pois a garota ficava totalmente degastada como também estressada pelo excesso de tarefas que deveria cumprir num mesmo dia. Não se pode fazer tudo, devemos ter prioridades e Hermione aprendeu isso.


Dementadores e a Depressão

    Bom, penso que existe uma certa analogia entre os terríveis não-seres criaturas das trevas dementadores e as desventuras da vida que causam a doença depressão. Os dementadores se alimentam da felicidade humana podendo deixar sua vítima desesperada ou depressiva, sendo capazes de chegar ao ponto de sugar sua alma até que a pessoa se encontre em um estado vegetativo. As próprias pessoas, as decepções, o desânimo, as perdas, o bulliyng e o vazio existencial são os dementadores da vida real, que roubam a felicidade e a vontade de viver dos outros. O sugar da alma seria o próprio suicídio, a reta final da depressão. Para derrotar os dementadores, os bruxos precisam ter pensamentos felizes (mais especificamente pensar em seu momento mais feliz) e acreditar que conseguem derrotá-los ao conjurarem o Patronum. Só os maiores bruxos são capazes de realizar o feitiço do patrono, o que mostra que não é nada fácil, como na vida real. Sair da depressão é um processo longo e difícil, mas não impossível. Para que isso ocorra é necessário o apoio de familiares e amigos, acompanhamento médico, e inúmeras outras coisas.  


    E aí? Gostou do post? Concorda?
    Deixe seu comentário.
    Beijos, Jess.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog Quase Adultas - 2017. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Cute Design.
Tecnologia do Blogger.
http://i.imgur.com/dPkEDcC.png